Distribuição dos organismos em um gradiente vertical de emersão/dessecação no costão rochoso da Reserva de Desenvolvimento Sustentável, Praia da Barra do Una, Juréia-Itatins, Peruíbe-SP

Maria das Graças Freitas dos Santos, Henrique Rocha de Souza, Larissa Valente, Lucymara Silva Ponce Alonso, Marcos de Camargo

Abstract


Costão rochoso é a denominação dada ao ambiente costeiro litorâneo constituído por rochas residuais vulcânicas localizadas no ínterim de meios aquático e terrestre. Estudiosos consideram como uma extensão do ambiente marinho por contemplar diversidade de organismos oriundos do mar. O acúmulo das rochas fragmentadas forma grandes paredes impactadas diretamente pelas influências das marés. Neste estudo os dados foram coletados no costão rochoso localizado na Praia da Barra do Una na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Mosaico da Juréia-Itatins, município de Peruíbe/SP, no dia 17 de junho de 2017. Para identificar a riqueza de vida encontrada no costão rochoso. A área de estudo foi delimitada em 5 (cinco) faixas retangulares justapostas de 10 m de largura e com um comprimento aproximado de 50 m, disposto em linha vertical com relação ao mar, abrangendo as zonas de: infra litoral, meso litoral e supra litoral até o início da trilha. Na totalidade foram amostradas 15 regiões em cerca de 2.500 m² de área investigada. Cada uma destas regiões foi fotografada e posteriormente os organismos de cada um foram identificados. Para cada região foram calculados os índices de diversidade e dominância com o programa PAST, bem como foram realizadas análises de agrupamento hierárquico para verificar a similaridade entre os mesmos.

Palavras-chave: Costão rochoso, Praia do Una, Zonação, Juréia-Itatins.


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.