Controle genético e genotipagem de ratos Zucker (fa/+) para a manutenção da linhagem de modelos animais para o estudo do Diabetes humano.

Amanda B. Pustiglione, Clélia R. A. Bertoncini, Daniel S. Vilas Boas

Abstract


O diabetes mellitus é uma doença crônica, em que grande parte de suas complicações torna o indivíduo incapaz de realizar suas atividades cotidianas. É classificada em geral em 2 tipos: Tipo 1 que é caracterizado por deficiência absoluta de insulina devido a destruição das células β pancreáticas e 2 que é causado por uma combinação de resistência periférica a insulina e uma resposta secretora inadequada das células β. Sabe-se que nenhum modelo animal de diabetes apresenta 100% de identidade à síndrome humana, porém ratos Zucker tem apresentado resultados satisfatórios. O presente estudo teve como objetivo criar e manter uma linhagem de modelos animais para estudo do diabetes humano através de técnicas moleculares de controle genético e genotipagem de ratos Zucker (fa/+).O protocolo de genotipagem foi adaptado a partir de metodologias previamente estabelecidas e realizadas em termociclador de PCR. Após as reações, os produtos de PCR foram submetidos à eletroforese em gel de agarose em tampão TBE contendo brometo de etídeo, utilizando padrão de DNA com 100pb.Para a confirmação da identidade, os produtos amplificados por PCR foram submetidos à digestão pela enzima de restrição Msp I. Através deste estudo concluímos que dos 70 neonatos genotipados, 20% nasceram normais, e 77,1% heterozigotos (possuem a mutação). E que esses 77,1% é que devem ser usados para a manutenção da linhagem, separando por sexo, para acasalar.

 

Palavras-chave: Diabetes mellitus, genotipagem, ratos Zucker.


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.