Alterações na população de neurônios nitrérgicos do intestino delgado de hamsters infectados experimentalmente com Leishmania (L.) chagasi

Karine Soares de Olivera, Sarah Kymberly Santos de Lima, Luiz Felipe Domingues Passero, Márcia Dalastra Laurenti, Jéssica Adriana de Jesus, Renata de Britto Mari

Abstract


A leishmaniose visceral é uma zoonose de importância para a saúde pública, que atinge diversos órgãos, incluindo o trato gastrointestinal. Este é controlado pelo sistema nervoso entérico que é composto por neurônios e células da glia. Dentre os neurônios existentes, a subpopulação nitrérgica produz o óxido nítrico, responsável pela inibição da musculatura lisa local, além de ter caráter neuroprotetor. O objetivo desse trabalho é analisar a quantificação dos neurônios nitrérgicos de hamsters infectados experimentalmente com Leishmania chagasi em diferentes períodos. Para este estudo foram utilizados hamsters dourados onde o grupo experimental recebeu por via intraperitoneal promastigotas de L. chagasi, e o grupo controle recebeu pela mesma via solução fisiológica. Após os períodos de infecção de 30, 60 e 90 dias os animais foram eutanasiados e as porções do jejuno e íleo que foram coletadas e submetidas a histoquímica de NAPH-dp para a evidenciação dos neurônios nitrérgicos. Foi observado um aumento significativo (p<0,05) de 196% e 160% respectivamente, no período de 30 dias, já nos períodos de 60 e 90 dias o aumento foi observado, porém não significativamente. Contudo o estudo apresenta um aumento significativo apenas nos primeiros 30 dias, apresentando também um aumento nos demais períodos (60 e 90), porém esses não são significativos.

 

Palavras-chaves: Leishmaniose visceral - Sistema Nervoso Entérico - Neurônios Nitrérgicos


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.