Levantamento das aves marinhas recebidas pelo Aquário Municipal de Santos no período de 2013 a 2016

Laura Simões Andrade, Juliana Plácido Guimarães

Abstract


As aves marinhas podem ser definidas como “espécies de aves que vivem e sobrevivem a partir do meio ambiente marinho, que inclui áreas costeiras, planícies, estuários, zonas úmidas, e ilhas oceânicas. Fatores antrópicos são a maior ameaça para esses animais, devido à perda de habitat, poluição ambiental, pesca e desenvolvimento urbano e industrial. Os animais que sobrevivem a todos estes impactos são encaminhados para instituições como o Aquário de Santos, onde recebem tratamento para retornar ao ambiente natural. O objetivo deste trabalho foi quantificar as aves marinhas recebidas no Aquário de Santos no período de 2013 a 2016. Para tanto, foram analisados os dados fornecidos pelo Aquário de Santos, de aves marinhas resgatadas na região da baixada santista, obtidos através de fichas de entrada. Deram entrada no Aquário de Santos no período de estudo, um total de 114 indivíduos, distribuídos em 12 espécies. O ano de 2015 apresentou o maior número de espécies (n=53) e o ano com menor registro foi o de 2016 (n=13). A espécie de maior ocorrência foi a Spheniscus magellanicus, 41 indivíduos, principalmente no ano de 2015, são aves migratórias e sua ocorrência pode estar relacionada a abundancia do peixe Engraulis anchoita em águas brasileiras. No inverno foi onde ocorreu o maior número de registros.

Palavras chave: reabilitação; aves migratórias; Aquário


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.