Atenção Farmacêutica a Pacientes Atendidos na Clínica de Implantodontia da Universidade Santa Cecília

Monike Silva de Freitas, Walber Toma

Abstract


Resumo: A evolução dos recursos relacionados à saúde tem proporcionado aumento da expectativa de vida na população brasileira. Tais mudanças tem também levado a população a novos hábitos relacionados à área da saúde. Dentre tais hábitos encontra-se o aumento da procura pela realização de implantes dentários. É fato que, o sucesso de um implante dentário está atrelado a questões multifatoriais. Dentre estas questões encontra-se a influência de medicamentos utilizados pelos pacientes. O trabalho teve como objetivo a realização do acompanhamento farmacoterapêutico através da Metodologia Dáder a pacientes candidatos à realização de implante dentário na clínica de Odontologia da Unisanta. Para tanto, foram avaliados prevalência das principais doenças apresentadas pelos pacientes e as principais classes medicamentosas em uso contínuo. Foram avaliados 53 pacientes por período de seis meses. Os dados apontam que 70% (n=37) dos entrevistados eram do gênero feminino (70%), ao passo que 30% (n=16) do gênero masculino. Deste montante 45% (n=23) era idosos. Dos 23 idosos 75% (n=18) fazem uso contínuo de medicamentos. Dentre as doenças mais prevalentes nos idosos avaliados predominam a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e a Hipercolesterolemia, correspondendo a total de 45% das doenças citadas. Estudos apontam que, pacientes portadores de HAS e Hipercolesterolemia tem maior probabilidade de apresentarem doença periodontal e, consequentemente possuem maior dificuldade na ósseo-integração e estabilização de um implante dentário. Os trabalhos apontam também que, o uso de fármacos das classes das Estatinas (para tratamento do colesterol) e dos Antagonistas do Receptor da Angiotensina II (ARA-II) (para o tratamento da HAS) contribuem de maneira expressiva para a ósseo-integração e estabilização do implante dentário. Conclui-se que uma avaliação medicamentosa de pacientes portadores de HAS e Hipercolesterolemia podem contribuir para um melhor prognóstico quanto às chances de sucesso após a realização de um implante dentário.

Palavras-chave: Implante; Ósseo-Integração; Método Dáder; Estatinas; ARA-II.

 

Pharmaceutical Care to Patients Attended at the Implantology Clinic of Santa Cecília University

 

Abstract: The evolution of health-related resources has led to increased life expectancy in the Brazilian population. Such changes have also led the population to new health-related habits. Among such habits is the increased demand for dental implants. It is a fact that the success of a dental implant is linked to multifactorial issues. Among these issues is the influence of medications used by patients. The objective of this study was to perform pharmacotherapeutic follow-up through the Dáder Methodology to patients who are candidates for dental implants at the Unisanta Dental Clinic. To this end, the prevalence of the main diseases presented by the patients and the main drug classes in continuous use were evaluated. We evaluated 53 patients for a period of six months. The data indicate that 70% (n = 37) of respondents were female (70%), while 30% (n = 16) male. Of this amount 45% (n = 23) were elderly. Of the 23 elderly, 75% (n = 18) make continuous use of medications. Among the most prevalent diseases in the evaluated elderly, Systemic Arterial Hypertension (SAH) and Hypercholesterolemia predominate, corresponding to a total of 45% of the aforementioned diseases. Studies show that patients with hypertension and hypercholesterolemia are more likely to have periodontal disease and, consequently, have greater difficulty in bone integration and stabilization of a dental implant. The studies also point out that the use of statin drugs (for cholesterol treatment) and Angiotensin II Receptor Antagonists (ARA-II) (for the treatment of hypertension) contribute significantly to bone integration. dental implant stabilization. It is concluded that a drug evaluation of patients with hypertension and hypercholesterolemia may contribute to a better prognosis regarding the chances of success after a dental implant.

Keywords: Implant; Osseointegration; Dader Method; Statins; Ara-II.


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.