Levantamento conquiliológico da Praia do Boqueirão, Santos-SP.

Alexandre Almeida da Costa Lucas

Abstract


As praias constituem sistemas complexos e dinâmicos, onde a interação de ventos, água e areia resultam em processos hidrodinâmicos e deposicionais. Os organismos encontrados nesses ambientes contribuem de forma significativa na reciclagem de nutrientes de fundos marinhos. Mesmo não tão definida, a macrofauna de praias arenosas inclui a grande maioria dos invertebrados, com destaque para moluscos, crustáceos e poliquetas. Esta pesquisa teve o objetivo de identificar espécies de moluscos que ocorrem na região entre-marés das praias de Santos (SP), verificando os grupos mais frequentes e avaliando diferenças espaciais de suas ocorrências além de possíveis influências da drenagem dos canais. A amostragem das conchas foi realizada por meio de transectos de 3m de largura estabelecidos a partir da linha da água. A riqueza de espécies se deu por meio do Índice de Diversidade de Shannon. Houve grande ocorrência de organismos ao longo do transecto, sendo coletado um número total de 335 conchas, pertencentes a 12 famílias distribuídas em 15 gêneros com diversidade de H´ = 2,11. A abundância de bivalves se dá em maior proporção que a de gastrópodes, sendo, os organismos mais frequentes, dentritívoros. O canal de drenagem apresentou uma influência na diversidade de espécies de moluscos presentes na área amostrada, fato constatado devido à ocorrência da espécie dulcícula Melanoides tuberculata.

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.