Evolução das formações de cordões de restinga (2002-2015) na Reserva de Desenvolvimento Sustentável da Barra do Una, Peruíbe-SP, Brasil

Neilton Domingos Carvalho, Fabio Giordano, Walter Barrella

Abstract


A formação geológica de cordões de restinga possui formas alongadas, geradas por processos lineares de sedimentação e depósito arenoso de origem marinha, que abriga uma vegetação heliófila típica de praias arenosa e de dunas das planícies costeiras. A vegetação de restinga é adaptada às condições de salinidade e dos solos arenosos, com espécies vegetais características que se estabelece de forma menos exuberante que na Mata Atlântica. Entre esses cordões há uma depressão permanentemente úmida que possui florestas com poucas espécies arbóreas e muitas bromélias. O  trabalho analisou a evolução de cordões de restinga no período de 2002 a 2015 na planície próxima a praia da vila da Barra do Una - município de Peruíbe/SP, Brasil, com objetivo de se avaliar a preservação da costa nesta área antropizada da Reserva de Desenvolvimento Sustentável da Barra do Una (RDSBU) . Através de análise de imagens de satélite e de fotos aéreas obtidas com um drone, foram avaliadas as dimensões dos cordões, previamente georreferenciados (áreas e perímetro), ao longo do tempo. Os resultados apontam para uma ampliação das áreas de cordão de restinga em mais de uma década apontando para a necessidade de estudos complementares para entender a dinâmica de depósito de sedimentos nas localidades ocupadas onde a vegetação é sistematicamente alterada pelo homem.

Palavras-chave: Vegetação de Restinga. Cordões litorâneos. Gerenciamento costeiro. RDS Jureia –Itatins.


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.