Estudos preliminares para avaliar a qualidade ambiental do Rio Acaraú em Ubatuba (São Paulo, Brasil)

Caique Pacheco dos Santos, Judith Font Batalla

Abstract


Com o aumento da pressão humana associada aos diferentes usos da terra cresce também o número de degradações ambientais. Ambientes aquáticos próximos a centros urbanos constantemente encontram-se com qualidade comprometida pela poluição. No Município de Ubatuba-SP, o Rio Acaraú apresenta qualidade muito baixa, comprometendo os hábitats e a balneabilidade da praia em que deságua (Itaguá). Neste estudo, foram avaliados quatro pontos do rio, sendo caracterizados conforme o Protocolo de Avaliação Rápida da Diversidade de Hábitats (PAR) e avaliadas sua diversidade de macroinvertebrados bentônicos e alguns parâmetros físico e químicos. Segundo o PAR, os ambos pontos 1 e 2, ficaram com a somatória de 69 sendo classificados como “trechos naturais”, já os pontos 3 e 4, com 49 pontos, sendo classificados como “alterados”. Durante o período de amostragens, não foi possível encontrar organismos bentônicos nos trechos em estudo. Entre os parâmetros físico e químicos avaliados, o oxigênio dissolvido foi o que indicou maior degradação, registrando níveis abaixo de 5mg/L em 75% das amostras. Com relação aos demais parâmetros, os pontos mostraram estar dentro dos limites permitidos.


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.