Análise fitoquímica de plantas medicinais indicadas popularmente na forma de garrafadas para o tratamento da úlcera gástrica

Luciana Lopes Guimarães, Andréia Leite Ventura, Luciana Rodrigues Capellari, Vivian Vicente de Souza, Walber Toma

Abstract


A doença ulcerosa péptica (DUP) trata-se de uma patologia de evolução em geral crônica, com surtos de ativação e períodos de acalmia, que acomete cerca de 10% da população mundial. Apesar da vasta utilização de fármacos sintéticos para o tratamento da DUP, é ainda enorme a utilização de plantas medicinais em todo mundo para esta finalidade. Muitas destas plantas utilizadas pela população não apresentam dados científicos acerca de sua composição química, além de não existirem dados consistentes na literatura científica sobre as atividades farmacológicas esperadas a partir do uso destas plantas. Sendo assim, a junção entre os dados da medicina tradicional com as análises fitoquímicas e farmacológicas são de grande relevância para que, as plantas medicinais, possam servir como base para a elaboração de novas propostas terapêuticas. No presente trabalho realizou-se a triagem fitoquímica em preparações vegetais, conhecidas popularmente por “garrafadas”, utilizadas no tratamento das úlceras gástricas. Foram analisadas cinco preparações distintas, adquiridas no município de Cubatão-SP, compostas por Solanum p aniculatum L., Maytenus ilicifolia, Echinodorus grandiflorus, Anadenanthera colubrina, Amburana cearensis, Leonurus sibiricus L. e Psychotria ipecacuanha. Os dados obtidos a partir das análises revelaram a presença flavonoides, alcalóides, taninos e saponinas, os quais em conjunto, podem ser os responsáveis pela atividade terapêutica das preparações avaliadas.


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.