A Importância da Gestão das Pessoas para a Segurança de Processos

Kauana Martins Iglesias, Vivian Fernanda Mendes Merola, Paulo Cesar Pimenta

Abstract


Resumo: A segurança de processos foi elaborada para dar maior confiabilidade às indústrias na questão de prevenção de acidentes maiores, após a convenção nº174 da Organização Internacional do Trabalho. É dividida em diversos temas, concomitantes, que podem ser realizados durante o ciclo de produção industrial. Destes temas, dois se sobressaem devido ao impacto durante sua implementação, sendo eles: Gerenciamento de Mudança e Gerenciamento de Riscos. O Gerenciamento de risco é caracterizado pelas etapas de planejamento, identificação, análises quantitativas e qualitativas, planejamento de respostas e monitoramento através de vários métodos empregáveis e próprios para cada tipo de empresa. Na fase de monitoramento do risco há uma constante preocupação quanto aos stakeholders, devido aos diversos riscos de falha associados ao seu tipo de comportamento. Através do gerenciamento de pessoas, são analisados a personalidade e os talentos para definição de treinamentos, elaborados pelo departamento de recursos humanos e de psicologia. Porém, na segurança de processos, essa administração se dá através do gerenciamento de mudança, no qual coordena todas as alterações de procedimentos, pessoas e instalações, previamente autorizadas por um comitê multidisciplinar e pelos gestores da área. O objetivo do presente trabalho é abordar o gerenciamento de pessoas com base nas literaturas nacionais e internacionais acerca do tema. Conclui-se que por mais que sejam estabelecidos parâmetros, há ainda a dificuldade por parte das empresas em colocar líderes e gestores aptos a analisar competências e acompanhar os trabalhadores durante as mudanças essenciais da organização.

Palavras-Chave: Segurança de Processos, Gerenciamento de Riscos, Gerenciamento de Mudança, Gerenciamento de Pessoas

The Importance of Managing People in Process Security

Abstract: Process Safety Management came to guide companies in the issue of prevention of major accidents, following Convention No. 174 of the International Labor Organization. It is divided into several concomitant themes that can be realized during the industrial production cycle. Of these, two stand out due to the impact during their implementation, being: Management of Change and Risk Management. In Risk management there is planning, identification, quantitative and qualitative analyzes, response planning and monitoring through various employable methodologies and appropriate for each type of company. In the risk monitoring phase, there is constant concern about stakeholders, due to the various risks of failure associated with their type of behavior. Through the management of people, the personality and talents for training definition are analyzed, elaborated by the department of human resources and psychology. However, in process security, this administration takes place through Management of Change, in which it coordinates all changes in procedures, people and facilities previously authorized by a multidisciplinary committee and the area managers. The objective of the article is to approach the management of people based on national and international literature on the subject. It is concluded that, although parameters are to be followed, there is also the difficulty of companies in putting leaders and managers able to analyze competencies and accompany the workers during the essential changes of the institution.

Keywords: Process Safety Management, Risk Management, Management of Change, Stakeholders


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.