Uma reflexão aos danos causados por acidentes de organoclorados

Ingrid Regina Avanzi

Abstract


A revolução industrial verificada no século passado produziu profundas mudanças no processo de produção, poucas décadas foram suficientes para alterar expressivamente o hábito de consumo da população.  Estima-se que só Cubatão há uma dívida ambiental superior a 2,5 bilhões de reais e ressalta-se que a fábrica de solventes de Cubatão, que causou uma das mais violentas contaminações por Poluentes Orgânicos Persistentes no mundo, operou apenas 19 anos.  O presente trabalho, fruto de uma discussão exaustiva da disciplina de “Economia do Meio Ambiente” na Universidade de São Paulo, relaciona o princípio do poluidor pagador com o da precaução diante de um Termo de Ajustamento de Conduta em Cubatão.

Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.