LESÕES POR OVERUSE EM PRATICANTES DE PEDESTRIANISMO

Wellington Rui Andrade de Assis Jr., Irapajy da Silva Caetano, Fabio Giordano

Abstract


The practice of physical exercise grows more and more and the activity of pedestrianism or street running, whether for the purpose of health improvement, performance or just pure leisure, has made this practice a phenomenon. A number of practitioners do not know the benefits and wrongs of regular practice or not of physical activity, and that especially if they are not performed with specialized guidance, this can result in injury. Street racing is a set of exercises with repetitive movements that can cause injury. Thus, the purpose of this cross-sectional descriptive study was to verify the prevalence of overuse injuries in men and women practicing walking. The sample consisted of 283 recreational street runners over 18 years of age who regularly run at least once a week, on their own account or under the guidance of Phisical Education Professional (PEP), who have or have not had any injuries of the practice of the race specifying, if so, which specific part of the body the injury occurred and if it ever needed to move away from work because of that injury and for how long. We evaluated the data by the Questionnaire - Referenced Morbidity Survey - Adapted, which was inserted along with the Informed Consent Term in a virtual survey platform, Survey Monkey, generating an access link that was attached to virtual social networks and blogs of corridors, to be answered. The questionnaire was also applied, directly with the hikers on the edge of the beaches of Baixada Santista. The statistical programs Statistica7 and PAST were used both to measure the sample adequacy and to analyze the data collected. We observed that of the total of 136 male runners, 54 had an injury, and of the total of 147 female runners, 44 were injured. However, of these 54 injured hikers, 34 receive PEP guidance and 20 receive no guidance, however, 12 had to move away from work due to injuries. Of the 44 injured runners, 21 receive PEP guidance and 23 receive no guidance, but 14 had to move away from work due to injuries. Thus, we conclude that there were numerous injuries due to overuse in street running, with predominance in the lower limbs, sometimes resulting in contexts with socioeconomic implications, despite PEP orientation.

Keywords: Street Running; Injuries; "Overuse".

 

A prática de exercício físico cresce cada vez mais e a atividade de pedestrianismo ou corrida de rua, seja com objetivo de melhora da saúde, da performance ou apenas de puro lazer, tornou essa prática um fenômeno. Inúmeros praticantes não sabem os benefícios e os malefícios da prática regular ou não de uma atividade física e que, especialmente, se não forem executadas com uma orientação especializada, isto poderá originar-se em lesões. A corrida de rua é um conjunto de exercícios com movimentos repetitivos que podem provocar lesões. Destarte, o objetivo deste estudo descritivo do tipo transversal foi verificar a prevalência de lesões por overuse em homens e mulheres praticantes de pedestrianismo. A amostra foi composta por 283 corredores de rua recreacionais, maiores de 18 anos que correm regularmente ao menos 1 vez por semana, por conta própria ou sob orientação de um Profissional de Educação Física (PEF), que já tiveram ou não alguma lesão em decorrência da prática da corrida especificando, em caso afirmativo, qual parte específica do corpo ocorreu a lesão e se alguma vez precisou se afastar do trabalho devido à essa lesão ocorrida e por quanto tempo. Avaliamos os dados pelo Questionário - Inquérito de Morbidade Referida - Adaptado, o qual foi inserido juntamente com o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido em uma plataforma de pesquisa virtual, Survey Monkey, gerando um link de acesso que foi anexado às redes sociais virtuais e blogs de corredores, para serem respondidos. O questionário foi aplicado também, diretamente com os praticantes de pedestrianismo na orla das praias da Baixada Santista. Foram utilizados os programas estatísticos Statistica7 e PAST tanto para mensurar a suficiência amostral, quanto para analisar os dados coletados. Observamos que: do total de 136 praticantes de pedestrianismo do gênero masculino, 54 possuem lesão e do total de 147 praticantes de pedestrianismo do gênero feminino 44 possuem lesão. Entretanto, destes 54 praticantes de pedestrianismo lesionados, 34 recebem orientação de PEF e 20 não recebem orientação, contudo, 12 tiveram que se afastar do trabalho devido as lesões, Das 44 praticantes de pedestrianismo lesionadas, 21 recebem orientação de PEF e 23 não recebem orientação, porém 14 tiveram que se afastar do trabalho devido as lesões. Sendo assim, concluímos que ocorreram inúmeras lesões por overuse em praticantes de pedestrianismo, com predominância nos membros inferiores resultando por vezes em contextos com implicações socioeconômicas, apesar da orientação de PEF.

Palavras-chave: Corrida de Rua; Lesões; “Overuse”; Pedestrianismo.

 

 


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.