O SUJEITO TACITURNO À LUZ DAS CONTRIBUIÇÕES DA PSICANÁLISE

Marilene Aparecida Lemos, Valdete de Lima Ank Morais

Abstract


O objetivo deste estudo é fazer uma reflexão sobre a noção de sujeito numa determinada situação de ensino-aprendizagem de língua estrangeira denominada por Camblong (2004) como “umbral”. A partir das considerações dessa autora, verificamos efeitos dessa cena “umbral” na prática docente de língua espanhola, no espaço de uma escola pública estadual de São Paulo. Dessa maneira, este trabalho retoma o “sujeito taciturno”, conceito a que chegamos a partir de Camblong (2004) e das considerações de Bakhtin (2003) acerca da taciturnidade; e apresenta um estudo a respeito da constituição do sujeito no âmbito da linguística, na perspectiva teórica da análise do discurso e da psicanálise lacaniana. Assim, a primeira parte do trabalho consiste na apresentação da cena que motivou os estudos sobre o “sujeito taciturno” e que funcionou como a mola propulsora da dissertação de mestrado de Lemos (2008); e a segunda parte mostra alguns recortes sobre a existência do inconsciente, estranhamento e silêncio a partir de Freud, Lacan e Bakhtin.

Palavras-chave: sujeito; língua estrangeira; análise do discurso; psicanálise lacaniana


Full Text: PDF

Refbacks

  • There are currently no refbacks.